Saúde da PMCG corta gratificação e irrita servidores

11 dezembro de 2013Um comentárioArquivado em: Notícias

DSC_0087A decisão da secretária de Saúde da Prefeitura de Campina Grande, Lúcia Dercks, que confirmou nesta terça-feira, (10), em audiência na Câmara Municipal de Vereadores, que irá suspender o pagamento da Gratificação por Incentivo ao Trabalho (GIT) aos servidores efetivos da pasta, revoltou a classe trabalhadora que é beneficiada por este incentivo há mais de 40 anos na cidade.

Outra atitude da secretária reprovada pelos servidores foi o não esclarecimento da gerente da pasta sobre a confirmação se a administração irá cumprir com o pagamento do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ) ao qual os servidores têm direito. Tais posicionamentos frustraram os trabalhadores, que ao lado da diretoria do Sintab (Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste da Borborema) repudiam tais posicionamentos.

Segundo o presidente do Sintab, Napoleão Maracajá, “O sentimento de todos é de frustração, decepção e revolta, em decorrência da forma como o governo Romero vem tratando os servidores. Por essa postura e total falta de predisposição ao diálogo, a secretária de Saúde foi copiosamente vaiada pelos servidores”, confirmou Napoleão Maracajá.

Comments (1)

marcio DS26 dezembro/2013 at 0:16

É inclível como a secretária de saúde do municipio a Sra. licia Derks, tem uma capacidade de mudar de posição, no dia 05 do corente ela deu entrevista no portal da saúde saíndo em defesa da regularizaçao da GIT para os serviudores efetivos da saúde. porém cinco dia após na camara municipal a mesma fala da suspensão do pagamento a GIT dos servidores efetivos. Me chama a atençao o fato de que esta decisão aocnteçe no mês do pagamento do 13º salários aos servidores efetivos da PMCG, e a promessa de antecipar o pagamento do salário deste mês. Fico sen entender,esta atitude da senhora secretária da saúde,que manda informar aos funconaarios que fazem jus a GIT, que este benefícios não será pago porque está aguardando um votação na Câmara de Vereadores que estará de recesso. Moral a história: Mais um mês sem os servidores recebrem a suada GIT.Janeiro vem aí e com ele a famigerada gestão pactuada,parece que a intenção do executivo municipal é beneficiar a empresa tercerizada,e usar a verba do governo federal, para isto.
Acredito que se a imprensa de Campina Grande não bater em cima da
prefeitura, e da sra secretária municipal dificilmente a GIT deste mês será paga,e os servidores que tem direito a GIT,terão que se contentar com um presente deste natal e fim de ano , não um presente como pensamos , mas um presente de grego. Sr. Presidente do SINTAB vá para à imprensa, denuncie , bote a boca no trobone senão a GIT não saí

Deixar um comentário

Você precisa se logar para postar um comentário

Outras Notícias: