Archive for março, 2016

SERVIDORES DA SAÚDE REALIZARÃO MAIS UM DIA DE PARALISAÇÃO

março 22 2016No Commented

Categorized Under: Notícias

Os servidores da saúde de Campina Grande realizarão mais uma paralisação de advertência nesta quarta-feira(23), reivindicando o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração da saúde e dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate as Endemias.

Servidores municipais realizaram movimento no centro de Campina Grande

março 15 2016No Commented

Categorized Under: Notícias, Sintab em Ação

Os servidores públicos municipais de Campina Grande, realizaram na manhã desta terça-feira(15), movimento em frente a sede da Secretaria de Administração, denunciando e cobrando direitos que foram retirados pelo poder executivo da cidade.

Lutando por seus direitos, servidores ocuparam Câmara Municipal de Campina Grande

março 9 2016No Commented

Categorized Under: Notícias, Sintab em Ação

Servidores da saúde e educação realizaram na manhã desta quarta-feira(9), mobilização na Câmara Municipal de Vereadores e ocuparam a galeria da casa, reivindicando o cumprimento das leis que beneficiam as categorias e que estão sendo ignoradas pela administração municipal.

Pelo não repasse de incentivos federais e não cumprimento do PCCR, servidores da saúde paralisarão atividades a partir do dia 8 de Março

março 3 2016No Commented

Categorized Under: Notícias, Sintab em Ação

Em assembleia realizada na manhã desta quinta-feira (3), na AABB, os servidores da saúde de Campina Grande, decidiram por maioria que em virtude do não pagamento do PMAQ e da não resolução de pleitos da categoria, será realizada uma série de paralisações e mobilizações a partir da próxima semana.

Nota de esclarecimento – O Sintab vem a público trazer alguns esclarecimentos à população de Remígio

março 1 2016No Commented

Categorized Under: Notícias, Sintab em Ação, Subsedes

  1-O reajuste que os professores estão reivindicando ao prefeito é garantido por Lei Federal desde 2008; 2- O percentual de 12% proposto pelo prefeito só traria perdas ao trabalhador, visto que seria dividido, então os professores teriam uma perda de 6% ao mês de Janeiro até Junho, porque a segunda parte não seria retroativa […]